ENQUETES

Você acha que os políticos, conselheiros e empresários alvos da PF serão condenados?

PUBLICIDADE

Economia / MERCADO DE CAPITAIS
01.09.2017 | 05h30
Tamanho do texto A- A+

Bovespa fecha praticamente estável, mas acumula alta de mais de 7% em agosto

Na véspera, o Ibovespa fechou em queda de 0,62%, a 70.886 pontos.

do G 1

O principal índice da B3 (antiga BM&FBovespa, a bolsa brasileira) fechou praticamente estável nesta quinta-feira (31), após subir pela manhã na esteira do cenário mais favorável a ativos de risco no exterior e com investidores de olho nos avanços de medidas no Congresso Nacional.

 

O Ibovespa terminou o dia em leve queda de 0,07%, a 70.835 pontos. Em agosto, o índice acumulou alta de 7,45%. Nos últimos três meses, alta foi de 12,95%. 

O Ibovespa deu seu maior salto no mês no dia 22, quando fechou em alta de 2,09% e rompeu o patamar dos 70 mil pontos, após o anúncio da intenção do governo de privatizar a Eletrobras. O mercado seguiu otimista nos dias seguintes, devido à divulgação do plano de novas desestatizações e também à aprovação da nova taxa do BNDES, a Taxa de Longo Prazo (TLP), no Congresso.

 

O texto agora só depende de votação no Senado. O cenário externo também foi favorável em agosto.

"Com alguma dificuldade, mas as coisas estão saindo. Então, essa expectativa de que as medidas continuem saindo, ainda que meio desidratadas, e com economia lentamente voltando para os eixos... isso ajuda os mercados aqui", disse à Reuters o economista-chefe da corretora Modalmais, Alvaro Bandeira.

 

Destaques

Petrobras PN avançou 1,49% e Petrobras ON ganhou 0,65%, acompanhando os preços do petróleo no mercado global e após a alta de 4,2% no preço da gasolina da empresa nas refinarias. Vale ON subiu 2,15%, em linha com os contratos futuros do minério de ferro na China.

 

Usiminas PNA avançou 5,03% e CSN ON ganhou 1,64%, também na esteira dos ganhos dos futuros do minério de ferro e do aço na China. GERDAU PN ganhou 0,25%.

 

JBS ON caiu 2,47%, refletindo cautela antes da assembleia de acionistas, na sexta-feira, na qual o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai defender a retirada do presidente-executivo da companhia, Wesley Batista, embora o conselho de administração tenha se manifestado no início da semana contra o pedido. Nesta sessão, o BNDES recorreu à Justiça para tentar impedir que os controlares da JBS votem na assembleia.

 

Eletrobras ON perdeu 4,81% e Eletrobras PNB recuou 5,91%, em movimento de ajuste após fortes altas recentes na esteira do anúncio de planos para privatização da estatal de energia.

Estácio Participações ON caiu 1,79%, após resultado da assembleia geral extraordinária, na qual foi rejeitado o mecanismo que encarece a tomada de controle da empresa. No mês até a véspera, a ação acumulava alta de quase 29%.

 

Pregão

No exterior, as commodities em alta e os dados mostrando inesperada aceleração do crescimento da atividade industrial na China amparavam o tom positivo do começo do dia, segundo a Reuters.

O cenário doméstico, no entanto, teve sinais mistos diante de algum avanço de medidas econômicas no Congresso, mas em ritmo ainda lento, destaca a agência. A Câmara concluiu a votação da TLP na véspera, medida que segue sem alterações para ser votada pelo Senado. A apreciação do texto pela Casa, no entanto, precisa ocorrer até 7 de setembro, quando a medida provisória perde a validade.

 

No caso das novas metas fiscais para este ano e o próximo, o Congresso aprovou o texto-base, mas a votação dos destaques ficou para a próxima semana.

"Uma semana curta pelo feriado e encravada por outros temas como reforma política, possível denúncia de Janot (procurador-geral da República) contra Temer, MP Refis (refinanciamento de dívidas de empresas), ou seja, é muita tarefa para um Congresso despreocupado com a urgência das contas públicas", escreveram analistas da corretora Lerosa Investimentos em nota a clientes.

 

 

Na véspera, o Ibovespa fechou em queda de 0,62%, a 70.886 pontos.

 

No mercado de câmbio, o dólar fechou em queda de 0,4%, a R$ 3,1475 na venda. No mês, a moeda teve valorização de 0,94%.

 

Fonte     http://g1.globo.com/economia/mercados/noticia/bovespa-fecha-praticamente-estavel-de-olho-no-congresso.ghtml




Clique aqui e faça seu comentário


0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados