Cuiabá, Sexta-Feira, 18 de Janeiro de 2019
EMPRESAS INOVADÔRAS
03.01.2019 | 20h00 Tamanho do texto A- A+

Apple cai 9% na abertura de Wall Street

O CEO da Apple, Tim Cook, disse na quarta que as vendas de iPhone tinha sido reduzidas pela "desaceleração econômica, especialmente na Grande China"

Divulgação

DO TERRA NOTICIAS

As ações da gigante americana Apple, que alertou que seus resultados trimestrais serão piores que o previso devido à desaceleração econômica da China, caíram nesta quinta-feira na abertura de Wall Street - que começou a segunda sessão do ano em baixa.

 

Enquanto os principais índices da Bolsa de Nova York caíam, as ações da Apple recuaram mais 9%, a 143,67 dólares - seu nível mais baixo desde meados de 2017.

 

Pouco após a abertura, o índice tecnológico Nasdaq caía 2,09%, enquanto o industrial Dow Jones cedia 2,01% e o S&P 500 perdia 1,70%.

 

O CEO da Apple, Tim Cook, disse na quarta que as vendas de iPhone tinha sido reduzidas pela "desaceleração econômica, especialmente na Grande China" - que engloba China e Taiwan.

 

A queda de Wall Street nesta quinta sinalizam que a volatilidade que tomou conta do mercado de valores no fim de 2018 pode se estender para este ano, já que investidores ainda estão agindo com cautela, avaliando o impacto da guerra comercial, os aumentos das taxas de juros do Federal Reserve e o fechamento do governo americano.

 

"Neste contexto de volatilidade nos mercados financeiros, o fechamento parcial do governo (americano) parece mais ameaçador", disse Chris Low, do FTN Financial.

 

 

Fonte     https://www.jb.com.br/economia/2019/01/969879-apple-cai-9--na-abertura-de-wall-street.html




Clique aqui e faça seu comentário


COMENTÁRIOS
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia