ENQUETES

Você acha que os políticos, conselheiros e empresários alvos da PF serão condenados?

PUBLICIDADE

Cotidiano / REGIME MILITAR
12.09.2017 | 20h15
Tamanho do texto A- A+

Zezé di Camargo diz que não houve ditadura no Brasil

Em entrevista à jornalista Leda Nagle, cantor ainda disse que se considera 'muito politizado' e que já recebeu convites para disputar cargos políticos

de o TEMPO

Em entrevista à jornalista Leda Nagle publicada em seu canal do YouTube na última segunda-feira (11), Zezé di Camargo falou sobre sua carreira, vida pessoal e sobre política. O cantor chegou a falar que não houve ditadura no Brasil, o que gerou repercussão nas redes sociais.

 

Zezé começa dizendo que se considera "muito politizado", mas que nunca seguiria carreira política por não ter vocação. "Já tive convite para isso, já conversei com alguns políticos e eles ficaram impressionados com meu conhecimento político do Brasil, mas não tenho vocação para ser. Quero ser politizado para exercer meus direitos e deveres como cidadão, mas não penso isso como profissão", disse.

 

Leda então questionou como o artista vê o atual momento político brasileiro. "Vou falar um absurdo para você, as pessoas vão me criticar, jornalistas vão falar de mim, achar que sou um maluco. O Brasil lutou muito pela democracia. Eu fico com pena de como nossos políticos usaram aquela liberdade que conquistamos ao sair do militarismo, e muita gente confunde militarismo com ditadura.

 

Todo mundo falava que vivíamos em uma ditadura, mas nós não vivíamos em uma ditadura, vivíamos no militarismo vigiado. Ditadura é Venezuela, Cuba, Hungria, Coreia do Norte, China, até o Chile com Pinochet. O Brasil nunca chegou a ser uma ditadura", falou Zezé.

 

Mas a jornalista discorda. "Nós tivemos muita gente presa, vários confrontos, tortura", ao que Zezé responde: "Mas não chegou a ser tão violenta, tão sangrenta. Eu não quero jamais isso para o Brasil, mas eu acredito que, hoje, o Brasil precisa passar por uma depuração, até pensar no militarismo para reorganizar as coisas. Aí eles vão entregar de novo, 'pronto, limpamos a corja aqui'.

 

Acho que o Brasil precisava passar por uma depuração dessa", disse.

O artista ainda defendeu que o Ministério da Educação inclua a matéria política no ensino básico do país e comentou que seus filhos estudaram dois anos nos Estados Unidos, onde os alunos têm aula de formação do cidadão.

 

 

Fonte    http://www.otempo.com.br/divers%C3%A3o/zez%C3%A9-di-camargo-diz-que-n%C3%A3o-houve-ditadura-no-brasil-1.1519040




Clique aqui e faça seu comentário


2 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Carlos Nunes  13.09.17 17h14
A essa questão sempre aparece a grande pergunta: sinceramente, o regime militar foi mau ou bom pro Brasil e pro povo brasileiro? Vou citar só um dado...atualmente são assassinados anualmente no Brasil mais de 50 MIL pessoas, já chegou ter a 100 MIL em alguns anos...por absoluta falta de Segurança Pública, ou seja, pela Insegurança. Somando o número de pessoas que já foram assassinadas de Sarney até Temer, dá MILHARES de pessoas. Quantas pessoas foram assassinadas durante o regime militar inteiro, de Castelo Branco até João Batista Figueiredo? Seria bom comparar esses dados. Existe coisa mais importante do que a vida humana? A violência aumentou ou não aumentou em todo território nacional? O cidadão de bem é abatido pela bandidagem, todos os dias.
1
1
belmiro moreira  13.09.17 06h36
Este tipo de opinião é tão óbvia quanto o Pelé diz que o povo não sabe votar.
1
1

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados