ENQUETES

Você já decidiu em quais candidatos irá votar nestas eleições?

PUBLICIDADE

Cotidiano / TEMPO SECO
11.09.2018 | 17h32
Tamanho do texto A- A+

Umidade deve seguir baixa; médica alerta para riscos à saúde

Pneumologista explica quais são as consequências e dá dicas de como amenizar a seca

Alair Ribeiro/MídiaNews

Clique para ampliar

Cuiabá registrou 40ºC nesta terça-feira (11)

CÍNTIA BORGES
DA REDAÇÃO

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta sobre o tempo seco nesta terça-feira (11). Conforme o instituto, a umidade relativa do ar na regiões Sul, Nordeste e Sudeste de Mato Grosso está na média de 12% a 20%, quando o aceitável é acima de 30%. A umidade baixa tem sido constante nos últimos dias na Grande Cuiabá e não deve apresentar variação, segundo a Defesa Civil da Capital.

 

De acordo com o mapa do Inmet, a baixa umidade traz risco de incêndios florestais e à saúde, como ressecamento da pele, desconforto nos olhos, boca e nariz.

 

A pneumologista Ayrdes Pivetta explica que o uso de umidificadores e toalhas molhadas nos cômodos ameniza a sensação de desconforto respiratório nesta época do ano. 

 

No entanto, é fundamental que as pessoas se hidratem. A dica é ao menos 2,5 litro de água por dia.

 

“O fundamental é deixar o organismo hidratado. Caso a mucosa do aparelho respiratório se desidrate, principalmente a do nariz, ela pode trincar e gerar sangramento nasal. Ela ainda pode se tornar a porta de entrada para os microorganismos que vêm no ar e podem favorecer infecções respiratórias”, alerta a médica.

 

Ahmad Jarrah/ Circuito MT

Ayrdes Pivetta

A pneumologista Ayrdes Pivetta alerta que é fundamental a ingestão de água nesta época do ano

Aliado à hidratação, a indicação é evitar a exposição ao sol nas horas mais quentes do dia, usar hidratante para pele e não realizar atividades físicas de alta intensidade em horários de extremo calor em ambientes abertos.

 

A médica explica que ambientes externos têm mais poluição e poeira, e isso causa maior desconforto. A prática de exercícios é recomendada em locais fechados ou em horários com clima mais ameno.

 

“Além da baixa umidade, o ambiente externo tem muita poeira, porque não está chovendo. Ainda tem muitos gases de veículos. Então o ideal seria no início da manhã, até umas 8 horas, ou no fim da tarde, depois das 18h. Fora isso, só no ambiente interno”, alerta a médica.

 

Entre os municípios sob alerta do Inmet, estão Cuiabá, Campo Verde, Primavera do leste, Rondonópolis, Pedra Preta, Itiquira, Barra do Garças, Nova Xavantina, Paranatinga, Nobres, Poconé e Barra do Bugres.

 

Calor extremo e tempo seco

 

Aliada ao tempo seco, a temperatura alta piora a sensação de mal-estar. Conforme o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Cuiabá deve registra máxima de 40ºC nesta terça-feira.

 

“A sensação é difícil descrever por ser individual, mas é como se sentisse mais fadiga, mais cansaço, mal estar. A pessoa perde a vivacidade e, por isso, a necessidade de hidratar bastante”, disse a médica.

 

O uso de aparelho de ar condicionado não é recomendado pelo Inmet. No entanto, a médica pondera e diz que, no caso de Cuiabá o uso – devido ao calor extremo – é fundamental. 

 

“O uso do aparelho piora a umidade do ar. Então, mais uma vez, a necessidade de umidificador, porque aqui em Cuiabá não dá para ficar sem o usar o aparelho”, disse. 

 

Na quarta-feira (12), a máxima prevista e de 41ºC e a mínima de 22ºC. A semana quente segue na quinta-feira (13) com mínima de 24ºC e máxima 38ºC, e na sexta-feira (14) com mínima de 26ºC e máxima de 38ºC.

 

De acordo com instituto, não há possibilidade de chuva nesta semana.

 




Clique aqui e faça seu comentário


0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia
1999-2018 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados

Ver em: Celular - Web