ENQUETES

Como você vai gastar seu 13º salário?

PUBLICIDADE

Cotidiano / NA ISAAC
21.08.2017 | 10h00
Tamanho do texto A- A+

MPE denuncia estudante por atropelar e matar manobrista

O caso aconteceu na madrugada do dia 7 de agosto, na Avenida Isaac Póvoas, em Cuiabá

Arquivo

Clique para ampliar

O promotor Jaime Romaquelli é o autor da denúncia contra Juliano Santos (detalhe)

DA REDAÇÃO

O Ministério Público Estadual denunciou por homicídio triplamente qualificado e requereu a manutenção da prisão preventiva de Juliano da Costa Marques Santos, acusado pela morte de José Antônio da Silva Alves dos Santos e tentativa de homicídio contra a vítima, Guilherme Rodrigues Ávila.

O crime ocorreu na madrugada do dia 7 agosto deste ano, na Avenida Isaac Póvoas, em frente à Boate Valey Pub.

 

O réu também foi denunciado pelo crime de dirigir sob influência de álcool, previsto no art. 306 do Código de Trânsito Brasileiro.

 

Na denúncia, o promotor Jaime Romaquelli afirmou que os “crimes foram cometidos por motivo fútil, sem que existisse qualquer motivação relevante para a prática, após uma discussão banal entre o denunciado e a vítima Guilherme”.

O promotor destacou ainda que o acusado impossibilitou a defesa das vítimas atingidas pelas costas e de surpresa, sem poder esboçar qualquer gesto de defesa.

 

Conforme consta na acusação, também foi constatado que Juliano dirigia o veículo com a "capacidade psicomotora alterada em razão do seu visível estado de embriaguez, sendo constatado pelo teste de alcoolemia".

No pedido de permanência da prisão preventiva, o promotor justifica que a medida se faz necessária, “haja vista a possibilidade do denunciado tumultuar a produção de provas, especialmente ameaçando as testemunhas e constrangendo-as constantemente”.

 

O crime


De acordo com o Ministério Público, por volta das 4h20 da madrugada, a vítima Guilherme Rodrigues Ávila estava saindo da casa noturna quando avistou um grupo de pessoas arremessando garrafas de cervejas na rua.

 

Por ser policial federal, advertiu-os para que parassem, pois poderiam atingir e machucar as pessoas que ali transitavam, bem como danificar veículos.

Neste momento, segundo a denúncia, Juliano da Costa Marques Santos, "em visível estado de embriaguez, não gostou da repreensão dada por Guilherme, foi até o seu veículo que estava estacionado nas proximidades, e acelerou na direção da vítima, com a nítida intenção de amedrontá-la".

Já o colega de Guilherme, Hilan Andrade de Souza, pediu para que o manobrista José Antônio da Silva Alves dos Santos retirasse seu veículo do estacionamento, e ficou aguardando na calçada em companhia da vítima e uma amiga.

 

Quando o veículo chegou, a amiga entrou pelo lado do passageiro e Guilherme se aproximou do veículo pela lateral traseira para conversar pela janela do motorista.

Nesse instante, segundo a denúncia, Juliano, vendo que Guilherme estava se deslocando para a rua e próximo dele estava o manobrista, arrancou em alta velocidade, o atingiu com intenção, "assumindo o risco do resultado morte de ambos".

 

A vítima Guilherme Rodrigues Ávila foi atingido na perna esquerda, e violentamente, a vítima José Antônio da Silva Alves dos Santos manobrista que estava entregando o veículo ao proprietário foi arremessado para o alto.

Com o impacto, as vítimas sofreram lesões graves, sendo que José Antônio apresentou fratura comunitiva da calota craniana, com múltiplos fragmentos em região parietal direita e exposição de massa cerebral, que resultou em sua morte instantânea por traumatismo crânio-encefálico, conforme Laudo Pericial. Já a vítima Guilherme Rodrigues sofreu escoriações pelo corpo e fratura no tornozelo esquerdo.




Clique aqui e faça seu comentário


0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados