ENQUETES

Você vai assistir ao horário eleitoral gratuito na TV?

PUBLICIDADE

Cotidiano / MIGUEL SUTIL
15.04.2018 | 10h21
Tamanho do texto A- A+

Médica é presa sob suspeita de atropelar e matar vendedor

De acordo com Delegacia de Trânsito, a motorista não teria prestado socorro

Reprodução/PM

Clique para ampliar

Acidente ocorreu na avenida Miguel Sutil, na noite de sábado

CAMILA RIBEIRO
DA REDAÇÃO

A médica Letícia Bortolini, de 37 anos, foi presa na noite do último sábado (14), sob suspeita de atropelar e matar o vendedor de frutas Francisco Lucio Maia, de 48 anos. O acidente ocorreu na avenida Miguel Sutil, no bairro Cidade Verde, em frente a uma agência do Banco Itáu.


De acordo com informações da Delegacia Especializada de Trânsito (Deletran), a médica conduzia um veículo Jeep branco e estava na companhia de seu esposo, também médico. Ambos teriam apresentado sinais de embriaguez, segundo a Polícia.


A vítima foi atropelada quando terminava de atravessar a via e tentava subir seu carrinho de verduras na calçada.


O casal de médicos, de acordo com a Deletran, teria fugido do local sem prestar socorro. Uma pessoa que presenciou o momento do acidente foi atrás do casal e viu o momento em que o carro entrou em um condomínio no bairro Jardim Itália.


A polícia foi acionada e a médica foi autuada por homicídio culposo no trânsito e omissão de socorro.

 

Ela deverá passar por uma audiência de custódia ainda neste domingo (15), no Fórum da Capital. A juíza Renata do Carmo Evaristo Parreira, da 9ª Vara Criminal é quem conduzirá a audiência.

 

GALERIA DE FOTOS




Clique aqui e faça seu comentário


8 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

  16.04.18 20h32
, seu comentário foi vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas
Alex  16.04.18 10h28
Que triste. Tenho certeza que não tinham a intenção de atropelar alguém, mas essa omissão de socorro é um absurdo, é uma atitude como essa que separa a fatalidade de um crime covarde.
14
2
PLINIO PRAXEDES  15.04.18 18h14
PLINIO PRAXEDES, seu comentário foi vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas
André Nassimbeni  15.04.18 15h54
O Brasil deu um grande salto quando passou a punir com cadeia os chamados, crimes do "colarinho branco". Algo inimaginável há tempos atrás. Agora tá na hora de começar a punir os crimes de trânsito, provocados por embriaguez. O difícil é provar essa condição antes da audiência de Custódia. O correto é manter detida e mandar pra cadeia. Depois, se deixar passar, os advogados sempre vão conseguir postergar a prisão. Não é questão de julgar alguém desconhecido. Mas se queremos uma mudança de rumo no nosso país, temos que começar punir a todos sem distinção. Digo isso porquê, sempre quando acontece com alguém do nosso círculo de amizade, achamos a medida muito severa. Então, Sem corporativismo ou paternalismo.
23
1
BetoXomano  15.04.18 14h00
Complicado hein... Por irresponsabilidade do casal, uma familia hj esta em luto. Conheço a familia aqui da regiao do cidade verde e vai ser uma luta para eles superarem esta perda... E quanto a "Dra" alguem se habilita a dar opiniao do que vai acontecer na audiencia de custodia?? Quanto sera q vai custar a vida ceifada do seu Chico, na avaliacao do Juiz para q a moça seja posta em liberdade ja q aparentemente tem condicoes financeiras e sobrenome???
143
9
1999-2018 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados

Ver em: Celular - Web