ENQUETES

Você aprova ou desaprova o início da gestão Emanuel Pinheiro?

PUBLICIDADE

Cotidiano / VÁRZEA GRANDE
11.01.2017 | 16h00
Tamanho do texto A- A+

Lucimar e Hazama fiscalizam obras do Pronto Socorro e exigem celeridade

A prefeita Lucimar Campos tem destinado mais do que o mínimo legalmente previsto de 15% das Receitas Correntes Líquidas – RCL na área

Clique para ampliar

Além da Recepção Adulta que se encontra em reforma, ainda em 2017 serão lançadas as obras da Recepção Infantil, da Rede Cegonha, dos 20 leitos de UTI e das quatro salas do Centro Cirúrgico

DA REDAÇÃO

A prefeita Lucimar Sacre de Campos e o vice, José Aderson Hazama fiscalizaram as obras de ampliação e melhoria do Hospital e Pronto-Socorro Municipal de Várzea Grande e cobraram a celeridade nas mesmas para que novas alas como as Unidades de Terapia Intensiva – UTI com 20 leitos adulto e infantil e o Centro Cirúrgico com quatro salas sejam as próximas a serem reformadas.

 

Para atender a alta demanda da saúde pública de Várzea Grande, a prefeita Lucimar Campos tem destinado mais do que o mínimo legalmente previsto de 15% das Receitas Correntes Líquidas – RCL na área.

 

“Acreditamos que em 2016 superamos os 25%, ou seja, 10% a mais do que o previsto e se for possível queremos ampliar ainda mais estes recursos tão importantes na qualidade de vida das pessoas de Várzea Grande”, disse a prefeita.

 

A prioridade definida pelo secretário de Saúde de Várzea Grande, Luiz Soares é programar e implantar serviços nas redes de atenção primária, secundária e terciária, ou seja, na saúde preventiva para se evitar que as pessoas fiquem doentes.

 

“Essas obras garantem um melhor atendimento para aqueles que realmente precisam da saúde pública. Isto sim é uma política de responsabilidade social e em prol da maioria da população”, disse o secretário de Saúde.

 

O valor para a reforma e ampliação das UTIs e das quatro salas do Centro Cirúrgico estão estimados em R$ 750 mil, enquanto que as obras das quatro alas do Hospital e Pronto Socorro já consumiram R$ 1,6 milhão.

 

Ao final, segundo Lucimar Campos, as estimativas apontam para um volume de recursos entre obras, aquisição de equipamentos de alta tecnologia e insumos da saúde, da ordem de R$ 3 milhões.

 

O Hospital e Pronto-Socorro Municipal de Várzea Grande foram às primeiras unidades há funcionar 24 horas na cidade desde a década de 80 e promove o atendimento portas abertas para o Sistema Único de Saúde – SUS.

 

A visita técnica da prefeita e do vice ao Pronto-Socorro é para acompanhar de perto não apenas as obras, mas o atendimento realizado. “Optamos pela reforma sem fechar as portas para não deixar de atender a população que necessita do serviço público de saúde”, assinalaram Lucimar Campos e José Hazama.

 

A prefeita refirmou a necessidade das obras terem qualidade com a correta aplicação dos recursos públicos, inclusive de emendas do deputado Gilmar Fabris (PSD) e parabenizou os trabalhadores pelo empenho na reforma que vem sendo realizada por etapas e já resultou na entrega de três alas totalmente recuperadas e outra construída que juntas oferta 95 leitos.

 

“Inspecionar a obra e acompanhar a evolução dos trabalhos e a qualidade dos materiais utilizados faz parte da nossa rotina porque nosso objetivo é garantir um atendimento de assistência à saúde de qualidade e humanizado para o povo várzeagrandense que utiliza os serviços do Sistema Único de Saúde”, ressalta a gestora.

 

Lucimar voltou a garantir a entrega da unidade 100% reformada ainda em 2017, lembrando que a mesma tem quase três décadas de existência.

 

Já para o vice-prefeito, José Hazama, um dos compromissos assumidos na campanha eleitoral é melhorar ainda mais o atendimento na área de saúde. 

 

“Sabemos que são necessários muitos recursos públicos para atender a demanda da população, principalmente por Várzea Grande ter quase 50% dos atendimentos prestados a moradores de outras cidades e até mesmo de outros Estados, mas a administração está aplicando recursos além do legalmente estipulado numa clara demonstração de compromisso da prefeita Lucimar Campos e sua equipe”, disse José Hazama.

 

Na ala da recepção e sala vermelha os trabalhadores estão concluindo a pintura, instalação elétrica e depois vão fazer a limpeza para entregar a obra.

 

A expectativa da empresa é que os trabalhos sejam concluídos nos próximos 20 dias. Após a entrega da Recepção Adulta, começam as obras da Recepção Infantil e no Bloco D que vai abrigar a Rede Cegonha que na prática retoma de forma completa as atividades da maternidade e do cuidado infantil com recém-nascidos. Essas novas obras serão acompanhadas pelas obras da UTI e do Centro Cirúrgico. 

 




Clique aqui e faça seu comentário


0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados