ENQUETES

Como você avalia o atendimento do Detran-MT?

PUBLICIDADE

Cotidiano / SEGURANÇA
01.02.2016 | 11h47
Tamanho do texto A- A+

Governo anuncia concurso com 2,5 mil vagas nas polícias

Edital será lançado nas próximas semanas; incremento deverá ocorrer somente em 2017

Marcus Mesquita/MidiaNews

Clique para ampliar

O anúncio do concurso para a Segurança Pública em Mato Grosso

DOUGLAS TRIELLI
DA REDAÇÃO

O governador Pedro Taques (PSDB) e o secretário estadual de Segurança, Fábio Galindo, anunciaram, nesta segunda-feira (1º), a abertura de concurso público para contratação de 2.572 policiais civis e militares.

 

Segundo o tucano, o concurso será realizado este ano, mas a efetivação deverá ocorrer somente em fevereiro de 2017, por conta da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), cujo limite estabelecido para gastos com folha foi ultrapassado em 2 pontos percentuais pelo Estado. Conforme a lei, o Governo tem até o final deste ano para se enquadrar ao limite prudencial.

 

“Mato Grosso está no limite da Lei de Responsabilidade Fiscal. Mas esse concurso termina em fevereiro do ano que vem, porque o concurso termina em novembro e aí tem a academia. Se nós deixássemos isso para o ano que vem, só teríamos as forças nas ruas em 2018. E o cidadão não pode ficar tanto tempo sem um número de homens e mulheres trabalhando pela segurança”, disse.

 

De acordo com Taques, o edital, a ser publicado nas próximas semanas, vai definir a data de início das inscrições.

 

Se nós deixássemos isso para o ano que vem, só teríamos as forças nas ruas em 2018. E o cidadão não pode ficar tanto tempo esperando”

“O concurso vai ser lançado agora. Tem um prazo de oito a nove meses. Mas o importante são os números que estamos apresentando. Porque ao final de 2016 chegaremos a um incremento de 71%, chegando a mais de 10 mil homens na Polícia Militar”, afirmou.

 

Segundo o secretário Fábio Galindo, serão 1.200 policiais militares, 900 investigadores, 300 escrivães e 130 delegados e 42 vagas para técnico de necropsia.

 

“No presente, já temos homens nas academias da Polícia Militar, Civil e Bombeiros. Estamos formando homens que irão para as ruas em 2016 e, agora, iniciaremos o concurso para que tenhamos uma nova leva de servidores para a segurança”, disse o secretário.

 

“Com esse incremento, óbvio que vamos aumentar o impacto nos números de prisões. Espero que a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos também tenha seu planejamento para aumentar o número de vagas para que possamos dar dignidade para o preso. Mas lugar de criminoso não é nas ruas atemorizando o cidadão, é atrás das grades”, afirmou.

 

Distribuição

 

O abandono do Corpo de Bombeiros era completo no passado. Nós incrementamos em 12 meses o que foi incrementado em 25 anos na história dos bombeiros

O secretário afirmou que a distribuição dos novos homens será feita por critérios técnicos, como lugares da Capital e do Estado com maior criminalidade.

 

“Vamos distribuir esses homens levando em conta os índices de criminalidade. Há um estudo amplo de inteligência criminal estratégica que mostra onde a população é mais submetida ao julgo do criminoso. E é lá que levaremos mais homens e mulheres das polícias deste Estado”, disse.

 

Ainda durante a coletiva, Taques e o secretário anunciaram o chamamento de mais 107 homens do Corpo de Bombeiro que estavam em cadastro reserva de outro concurso.

 

“O abandono do Corpo de Bombeiros era completo no passado. Nós incrementamos em 12 meses o que foi incrementado em 25 anos na história dos bombeiros. Colocamos quase 500 homens em 2015. Eles somente são lembrados quando ocorre uma tragédia, mas para que tenham capacidade de responder a situações emergenciais é necessário que estejam reforçados em seu efetivo e com equipamentos ideais”, afirmou Galindo.

 

GALERIA DE FOTOS




Clique aqui e faça seu comentário


12 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Cleiton  02.02.16 14h25
Estou confuso, a folha não estava no limite? O Governo não estava propondo redução de jornada e demissões voluntarias? O Estado não estava com problemas de arrecadação? E os aprovados do Detran? Apertem o cinto, o Piloto sumiu!!
2
4
mayara  02.02.16 13h50
E para médico da PM, não vai ter?? Como ficará o quadro da saúde cada vez mais reduzido?
0
4
Rômulo de Oliveira  02.02.16 11h09
Concordo que precisam aumentar o efetivo da polícia, mas os concursados do Detran estão esperando a nomeação governador. Nesse caso, não tem Lei de Responsabilidade fiscal para contratar policiais ?
7
5
RODRIGO  02.02.16 09h02
EU QUERO ENTENDER UMA COISA PEDRO TAQUES VAI TIRAR POLICIAL DA RUA QUE ULTRAPASSOU LIMITE DA FOLHA DE PAGAMENTO... AGORA ABRE CONCURSO PRA CONTRATAR...DIFICIL DE ENTERDER...´PRESISO DE MANUAL... DO GOVERNO ESTADUAL..
14
17
Marildes  01.02.16 23h59
Mais polícia, mas gastos com segurança e salário elevados dos graduados. mais violência, menos escolas e professores em número e salário. É o fim...
15
32

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados