ENQUETES

Você é a favor ou contra O FIM do estatuto do desarmamento?

PUBLICIDADE

Cotidiano / MORTE EM CUIABÁ
20.03.2017 | 17h57
Tamanho do texto A- A+

Família diz que vídeo prova que policial executou pedreiro; veja

PM havia informado que Benilson da Silva o agrediu e tentou desarmá-lo; família nega e pede justiça

Reprodução

Clique para ampliar

Benilson da Silva (no detalhe) foi morto em confusão no Bairro Santa Rosa 2

THAIZA ASSUNÇÃO
DA REDAÇÃO

A família do pedreiro Benilson da Silva, de 29 anos – que morreu após ser baleado por um policial militar durante uma confusão no bairro Santa Rosa 2, em Cuiabá - realizou um protesto na tarde desta segunda-feira (20), e denunciou o caso à Corregedoria da PM.

 

Eles acusam o policial de ter mentido no boletim de ocorrência e afirmam que o PM executou Benilson.

 

No B.O, o policial alegou que o pedreiro o agrediu e tentou desarmá-lo e, na confusão, houve um disparo que o acertou no tórax. Benilson não resistiu aos ferimentos e morreu no Pronto-Socorro de Cuiabá.  

 

O caso ocorreu na noite de domingo (19), na residência de uma prima do pedreiro, na Avenida Brasil. Uma viatura policial teria ido até a casa após avistar quatro homens correndo com "saquinhos" de cocaína para dentro do local. 

 

Ele era uma pessoa muito trabalhadora, casado, pai de três filhos, não tinha passagens pela polícia e foi morto injustamente. Ele não estava armado, não ameaçou ninguém

O primo de Benilson, que preferiu não se identificar disse, no entanto, que um vídeo gravado na confusão mostra que o policial atirou de longe no pedreiro, desmetindo, segundo ele, a tese de agressão. (Veja o vídeo abaixo).

 

“Ele era uma pessoa muito trabalhadora, casado, pai de três filhos, não tinha passagens pela polícia e foi morto injustamente. Ele não estava armado, não ameaçou ninguém. E mesmo se tivesse feito o que o policial disse no boletim de ocorrência, ele [policial] deveria atirar na perna para imobilizá-lo. Mas não, atirou no peito dele, para matar mesmo”, afirmou.

 

Segundo o primo, no momento em que os policiais chegaram à residência, ocorria uma festa beneficente para uma tia deles, que é deficiente. “Ninguém ali nunca mexeu com droga”, contestou.

 

A família de Benilson ainda acusou o policial e os companheiros de farda por omissão de socorro.

 

Conforme o primo, após ter sido atingido pelo disparo, Benilson foi colocado dentro de um carro de um amigo e levado até o Pronto Socorro Municipal (PSMC).

 

Divulgação

Carro

O carro do amigo do pedreiro que teria sido perseguido por policiais

No meio do trajeto, porém, conforme o primo, os policiais perseguiram o veículo e atiraram diversas vezes contra o pneu, nas proximidades do 44° Batalhão do Exército, na Avenida Lava Pés.

 

Benilson só conseguiu dar entrada na unidade de saúde por volta das 20h18, após amigos acionarem uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU)

 

O pedreiro, no entanto, não resistiu aos ferimentos e morreu cerca de 40 minutos depois.

 

O corpo de Benilson foi sepultado nesta tarde.

 

Outro lado

 

A Corregedoria da PM informou que ainda não foi notificada sobre a denúncia da família, mas assim que receber o documento vai investigar o caso. 

 

A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) também deve abrir um inquérito para investigar a morte do pedreiro.

 

Veja o vídeo:

 

 

Leia mais:

 

Homem é baleado e morre após tentar tomar arma de policial




Clique aqui e faça seu comentário


7 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Alan  22.03.17 08h08
Obrigado Campos! Resolvi escrever aquele texto pelo fato de que já cansei de ver casos semelhantes... nunca entendi o motivo que leva uma pessoa inocente na presença de inúmeras testemunhas reagir a uma abordagem, o mesmo vale para família e populares..
5
1
Campos  21.03.17 12h22
Excelente fala, Alan, concordo em gênero, número e grau, ela serve a todos nós brasileiros, em todas as situações, pois evitaria muitos problemas graves...
10
1
Alan  21.03.17 11h37
Eu sempre me pergunto... Quem vai discutir com alguém autorizado pelo Estado a portar arma e usa-la? Além de não ser inteligente, não seria mais fácil seguir o procedimento e na delegacia tomar as medidas cabíveis com um advogado? Você foi abordado? Qual a finalidade de reagir/fugir/resistir? Primeiro que se o abordado/cidadão estiver correto e reagir, perde a razão, certo ou errado a autoridade policial tem poder para prender, conduzir, etc.. Se o ato da autoridade policial é falho ou ilegal não é neste momento que você irá exercer seu direito de defesa... Sinto dizer, mas a população e família acuando os policiais contribuíram e muito com o ocorrido, que infelizmente acabou com a morte do abordado... Basta pensar: policiais, sem meios fornecido pelo Estado, infelizmente em muitos casos com quase nada de treinamento e apoio psicológico, sendo acuados pela população/família, com risco iminente de se tornarem vítimas (tomar arma, agressão, etc) por estarem em menor número é lógico que pode resultar em uma reação inesperada... Não querendo defender as autoridades policiais envolvidas, se houve excesso deve existir punição, mas apenas analisando o vídeo não é possível concluir nada, alias vejo muitas pessoas interferindo na abordagem, atrapalhando o trabalho dos policias, colocando-os sob forte stress e obrigando-os a ficar na defensiva. Vamos colaborar pessoal, foi abordado, deixa acontecer, filme em silencio, acompanhe a ocorrência entre em contato com advogado, pergunte ao policial onde será levado o abordado/acusado e pronto.. Agir de forma diversa só facilita para os profissionais ruins que terão defesa, alegando que foram atacados o que de fato ocorre...
72
13
Rafaelly   21.03.17 09h52
Benilson sempre foi um rapaz trabalhador, foi meu colega de turma nunca mexeu com drogas !!! Não merecia a morte de forma cruel como ocorreu. Que a justiça divina seja feita. Benilson que você possa estar nos braços de Deus, descanse em Paz e a luz Perpétua o ilumine!
41
22
Roberto  21.03.17 08h33
O vídeo já diz tudo,o Policial toma uma distancia de uns três metros e atira em uma pessoa desarmada que não apresentava risco eminente de reação,nas imagens parece uma escopeta,um tiro nesta região do tórax é fatal. Tenho muito orgulho da instituição da Policia Militar,são homens que arriscam suas vidas para proteger a sociedade,más uma atitude dessas só mancha a imagem dessa corporação,isso é muito grave e precisa ser apurado com rigor! Os bons profissionais não podem sair com a imagem manchada devido a uma atitude como esta!
43
43

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados