ENQUETES

Como você avalia o atendimento do Detran-MT?

PUBLICIDADE

Cotidiano / EIDANCE
14.11.2017 | 15h45
Tamanho do texto A- A+

Evento reúne alunos de 26 unidades escolares para comemorar a semana da consciência negra

Encontro dá visibilidade aos trabalhos desenvolvidos nas áreas de Educação Física, Artes e atividades complementares

DA REDAÇÃO

A Secretaria Municipal de Educação (SME), em parceria com o COEDUC - Grupo Corpo, Educação e Cultura, vinculado à Universidade Federal  Mato Grosso (UFMT) promove nesta terça-feira (14), das 14 às 18 horas, no Centro Cultural  UFMT, a 16ª edição do Eidancce – Encontro Interescolar de Dança e Cultura da Cidade Educadora.  Este ano o evento tem como tema central a “Presença indígena e negra no contexto histórico de Cuiabá”.

 

O Eidancce contará com a participação de alunos de 26 unidades escolares da rede municipal, de escolas da rede estadual e grupos de dança e canto. Realizado sempre no mês de novembro, o evento comemora o Dia da Consciência Negra com apresentações culturais, entre elas, de dança de origem indígena e afro-brasileira.

 

A secretária-adjunta da SME, Edilene de Souza Machado, disse que o evento tem como objetivo o desenvolvimento de projetos pedagógicos voltados ao reconhecimento das identidades indígena e afro-brasileira, no contexto histórico de Cuiabá.

 

“O Eidancce é um incentivo para os educadores que nos espaços escolares desenvolvem experiências relacionadas às relações étnico-raciais, além de cumprir com o que determina a legislação (Leis 10.639 de 2017 e 11.645, de 2008),  a obrigatoriedade de inclusão da história e cultura afro-brasileira e indígena na Educação Básica”, destacou a secretária-adjunta.

 

A diretora de Ensino da SME, Zileide Lucinda dos Santos, explicou que o encontro é um momento intercultural onde prevalecem aspectos dos povos negro e indígena. Além disso, este ano, o evento contou com uma organização diferenciada, por meio da formação continuada para 319 professores.   

 

“O XVI Eidancce pretende dar visibilidade aos trabalhos desenvolvidos pelas unidades de ensino municipais nas aulas de Educação Física, Artes e atividades complementares do Programa Novo Mais Educação ”, explicou a Diretora.  

 

“Com a formação, buscamos qualificar a prática pedagógica no ensino da dança, fortalecendo o conhecimento conforme o Projeto Político Pedagógico de cada unidade. Além disso, a iniciativa reconhece a diversidade presente no espaço escolar, através da corporeidade das crianças e valorização de suas matrizes indígenas e afro descendentes”, destacou a professora Zileide dos Santos.

 

Participantes do Eidancce - 2017

 

Participam do encontro as creches municipais Dona Micaela, com o tema Ciranda Nandaia; Mariana Fernandes Macedo e Diversidade Cultural, com o tema Ninguém é de Ninguém; CEMEI Coronel José Meirelles, com o tema Rasquear e Brincar é só começar; CEMEI Nevio Lotufo, com o tema Maculelê; CEMEI Paulo Ronan Ferraz Santos, com o tema O Curumim e suas raízes – Siririeiros e Coração; CEMEI Profª Ady Figueiredo Mattos, com Ciranda na Educação Infantil – Passarinhos Cirandeiros;  EMEB Dejani Ribeiro Campos, com Dança Siriri – Ipê Florido ; EMEB Tereza de Benguela, com Siriri Show vai começar; EMEB Profº  Zeferino Leite de Oliveira, com Maculelê – Resgatando a cultura;

 

EMEB Profª Maria Dimpina Lobo Duarte, com Dança Maculelê – Siriri; EMEB Ana Tereza Arcos Krause, com o Prazer de Dançar o Siriri; EMEB Profº Ezequiel Pompeu Ribeiro de Siqueira com o tema Presença Indígena e Negra no contexto histórico cuiabano, Maculelê e Siriri dançando nossa origem afro indígena; EMEB Dr. Fabio Firmino Leite, com o tema Dança – cultura afro brasileira; EMEB Maria da Glória de Souza, com  Dança Consciência Zumbi; EMEB Senhorinha Ana Alves de Oliveira,  com o tema Presença Indígena e Negra no contexto histórico, resgatando a cultura; EMEB Marechal Rondon, Canto e Dança Indígena, Dança e Musica “Iô Paraná”; EMEB Elza Luiza Esteves, Presença indígena e negra no contexto histórico de Cuiabá – Maculelê Identidade cultural de um povo e EMEB Júlio Corrêa, com Chorado, diversidade cultural.

 

O EIDANCCE contará ainda com a presença da comunidade Santuário de Nossa Senhora da Medalha Milagrosa – Homenagem aos 300 anos da Aparição da Imagem de Nossa Senhora Aparecida, alunos da EE Salim Felício com o Projeto Mais Afro – Espetáculo Princesa Negra; o grupo de extensão de dança da UFMT Bataru que irá apresentar Siriri; o Grupo Enkantus, com Cirandas – Cuiabá 300 anos (20 participantes); o Grupo Cultural Tambores de Jurema, com Minha Pele é Negra, apresentação de dança, canto e toque afro e fechando o evento uma roda de capoeira.

 

Serviço:

 

XVI EIDANCCE – Encontro Interescolar de Dança e Cultura da Cidade Educadora

Data: 14 de novembro

Horário: das 14:00 às 18:00 horas

Local: Centro Cultural da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT)




Clique aqui e faça seu comentário


0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados