Cuiabá, Quinta-Feira, 13 de Dezembro de 2018
LIPOESCULTURA
14.05.2018 | 09h49 Tamanho do texto A- A+

Cuiabana morre após sofrer complicações em cirurgia plástica

Jovem teve parada cardíaca durante procedimento e precisou ser internada na UTI

Reprodução/Montagem

Daniele Bueno (no detalhe) teve complicações após passar por cirurgia plástica

JAD LARANJEIRA
DA REDAÇÃO

A cuiabana Daniele Bueno morreu neste domingo (13), após ficar três dias internada por complicações decorrentes de uma cirurgia plástica, na última quinta-feira (10).

 

O procedimento cirúrgico foi feito no Hospital Militar, no Bairro Goiabeiras, mas ela acabou sendo transferida para o Hospital Sotrauma, devido a uma parada cardíaca.

  

A jovem fez uma “lipoescultura” – operação cirúrgica estética que remove gordura de diversos locais diferentes corpo – e redução nos seios.

 

Segundo informações preliminares, após a parada cardíaca, Daniele precisou ser levada para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Como o Hospital Militar não possuía, ela foi transferida.

 

No entanto, ela acabou não resistindo e morreu neste domingo.

 

A cirurgia estava sendo realizada por meio do projeto “Plástica para Todos”, que se apresenta como um programa de alto padrão, mas com preços acessíveis.

 

No site do programa, é informado que o projeto é composto por uma equipe de 22 cirurgiões altamente qualificados membros da SBCP (Sociedade brasileira de Cirurgia Plástica).

 

A reportagem procurou a assessoria de imprensa da SBCP, que informou, por meio de nota, que irá esperar a conclusão do inquérito investigativo para se manifestar a respeito do episódio.

 

"Tem-se por óbvio que qualquer pré-julgamento acerca de fatos não comprovados, se trata de mera especulação e exploração sensacionalista de um momento delicado como tal", diz trecho da nota.

  

Luto

 

Daniele era casada e tinha uma filha pequena. Em sua página pessoal no Facebook amigos e familiares lamentaram a sua morte.

 

“Vai brilhar lá no céu minha irmã, comadre e amiga! Gratidão por tudo, que seja feita a vontade de Deus. Se há algum conforto na morte de alguém que amamos, é o de saber que a pessoa está indo pra um lugar onde não há tristeza, maldade e dor.️ Descanse em paz”, disse o irmão da jovem.

 

“Danilele, quantos anos de loucuras, cumplicidade e amor. Eu te guardarei eternamente no meu coração. Só Deus sabe a dor que estou sentindo, a ficha ainda não caiu. Quem que vai puxar a minha orelha? Quem vai fofocar comigo por horas? Eu não estou acreditando, minha irmã. Que você esteja nos braços do Senhor e que seja feita a vontade dele. Obrigada por me proporcionar noites maravilhosas. Te amo eternamente”, lamentou uma amiga.

 

Confira a nota da SBCP na íntegra:

 

"Considerando o lamentável incidente em procedimento cirúrgico envolvendo a Sra. D.B., ocorrido, segundo informações veiculadas na imprensa, em 14/05/2018, em Cuiabá-MT, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – Regional Mato Grosso, manifesta-se com o que segue:

 

Solidarizamo-nos com a família enlutada.

 

O entendimento e orientação da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) é pelo fiel cumprimento de normas e critérios científicos que maximizem a segurança do paciente. Reiteradamente a SBCP alerta a população para o risco da atuação de agentes intermediadores, em mídias sociais, e/ou planos financeiros para realização de cirurgias plásticas, fazendo de pacientes objetos de mercância, no interesse vil em detrimento de qualidade e segurança.

 

Entretanto, a análise da conduta profissional, dos fenômenos orgânicos da paciente, somados às condições estruturais na realização do procedimento elencado, é que trarão uma razão de juízo acerca de causas e efeitos de cada caso concreto. Para tanto, órgãos e autoridades oficiais, são investidos de poderes na emissão de pareceres técnicos fundamentados.

 

Tem-se por óbvio que qualquer pré-julgamento acerca de fatos não comprovados, se trata de mera especulação e exploração sensacionalista de um momento delicado como tal.

 

Não obstante, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, aguarda o pronunciamento conclusivo dos órgãos oficiais acerca dos fatos, para que possa se manifestar tecnicamente sobre o ocorrido e, agir no âmbito de suas funções."




Clique aqui e faça seu comentário


COMENTÁRIOS
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia