ENQUETES

Você já decidiu em quais candidatos irá votar nestas eleições?

PUBLICIDADE

Cotidiano / OPERAÇÃO
08.08.2018 | 11h10
Tamanho do texto A- A+

Casal preso pelo Gaeco no Alphaville será levado para presídio

Empresários foram detidos na manhã desta quarta-feira (8) e devem ser encaminhados para MS

Reprodução

Clique para ampliar

Victor e Flávia Birtche (detalhe) foram presos durante operação do Gaeco nesta quarta-feira (8)

CÍNTIA BORGES, THAÍZA ASSUNÇÃO e JAD LARANJEIRA
DA REDAÇÃO

O casal de empresários Victor Augusto Saldanha Birtche e Flávia de Martin Teles Birtche foi preso na manhã desta quarta-feira (8), no condomínio Alphaville, em Cuiabá.

 

Eles foram alvos da Operação "Grão de Ouro”, que apura crimes de sonegação fiscal, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) de Mato Grosso do Sul. Nesta manhã, o casal foi encaminhado para a sede do Gaeco, no Centro Político Administrativo, na Capital.

 

No início desta tarde, a reportagem apurou que eles serão encaminhados para unidades penitenciárias. O empresário irá para Centro de Custódia da Capital (CCC) e a mulher para o presídio Ana Maria do Couto May.

 

Antes de ser levado, o casal deverá passa por uma audiência de custódia, no Fórum de Cuiabá, e, posteriormente, por exames de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML). 

 

O casal deve aguardar para prestar depoimento aos promotores do Gaeco nos próximos dias. 

 

Foram emitidos 10 mandados para a Capital, sendo sete de busca e apreensão de três de prisão preventiva. Um dos mandados de prisão não foi cumprido, pois o alvo não foi localizado.

 

A empresária Flavia Birtche é sócia da empresa Efraim, que atua no ramo de agronegócio. A sede da empresa, localizada em um prédio comercial em Cuiabá, também foi alvo de busca e apreensão por parte de agentes do Gaeco.

 

A reportagem entrou em contato com o advogado Valber Mello, que defende o casal. De acordo com a defesa, o casal ainda estava na Capital até por volta do meio-dia, porém ele não deu mais detalhes, já que está em São Paulo.

  

Operação Grão de Ouro

 

Ao todo, foram expedidos 32 mandados de prisão preventiva e 104 mandados de busca e apreensão nos Estados de Mato Grosso do Sul, São Paulo, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e Mato Grosso.

  

A coordenação nacional da ação apura crimes de sonegação fiscal em sete Estados, e está centralizada na capital sul-mato-grossense.

 

Leia mais sobre o assunto:

 

Operação contra sonegação cumpre 3 ordens de prisão em MT

 

 




Clique aqui e faça seu comentário


0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia
1999-2018 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados

Ver em: Celular - Web