Cuiabá, Terça-Feira, 18 de Dezembro de 2018
DESCANSO MERECIDO
09.08.2018 | 09h41 Tamanho do texto A- A+

Cadela farejadora se aposenta da PF em Mato Grosso

"Kira" ficará em Rondonópolis e em seu lugar ficará sua filha "Dea"

Reprodução

A cadela Kira foi treinada para farejar entorpecentes

DA REDAÇÃO

A cadela Kyra, de 8 anos, que faz detecção de entorpecentes, realizou sua última jornada como cão policial da Polícia Federal na segunda-feira (6), em fiscalização de combate ao narcotráfico

 

Kyra iniciou como "cão farejador" na Delegacia de Rondonópolis no fim de 2016. Agora, ela usufruirá a "aposentadoria" em um sítio em Rondonópolis, onde uma veterinária será a nova guardiã. O ambiente agitado das cidades, rodoviárias, aeroportos e rodovias foi trocado pela calmaria da vida no campo. 

 

Em vistorias realizadas na BR-364, Kyra participou da ação que culminou na prisão de uma mulher que transportava três tabletes de cocaína de Cuiabá até Mineiros (GO).

 

O entorpecente foi identificado em uma mochila transportada no bagageiro superior de um ônibus que fazia a linha Cuiabá x Rio de Janeiro.

 

A fiscalização derradeira de Kyra coroa uma carreira de êxitos na PF, em especial o ano de 2017, em que esteve presente em ações repressivas que permitiram a interceptação de aproximadamente duas toneladas de drogas. 

 

Missão cumprida, a cadela, aos oito anos, agora “pendura o focinho” e parte para a tão merecida aposentadoria.

 

Filhos de farejadores, farejadores são

 

Kyra deixa para a Polícia Federal não só um histórico de tarefas bem-sucedidas ao longo de suas jornadas policiais, bem mais que isso, a cadela deixa valiosos presentes que continuarão a contribuir no combate ao tráfico de drogas no país: os cinco filhotes, frutos do cruzamento com Harley, outro cão farejador.

 

A ninhada faz parte do programa de reprodução de cães do Serviço de Canil Central (Secan/PF), em Brasília (DF), onde os filhotes recebem o treinamento de obediência e introdução de odores, antes de serem enviados às unidades onde efetivamente trabalharão.

 

A Delegacia da Polícia Federal em Rondonópolis (MT) será uma das unidades agraciadas, recebendo a partir do dia 17 a cadela Dea, que perpetuará o legado dos pais em ações policiais em Mato Grosso. 




Clique aqui e faça seu comentário


COMENTÁRIOS
0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia