ENQUETES

O que você achou da condenação de 9 anos e meio de prisão para Lula?

PUBLICIDADE

Brasil / SURTO DE FEBRE AMARELA
12.05.2017 | 19h00
Tamanho do texto A- A+

Quase metade dos casos notificados de febre amarela foram descartados, diz ministério

Das 3.175 suspeitas recebidas pelos órgãos de saúde, 1.797 foram descartadas; desde o início do surto, 259 óbitos foram confirmados.

Do G1

Quase metade dos casos notificados aos órgãos de saúde foram descartados após análise laboratorial para febre amarela, de acordo com boletim divulgado pelo ministério da saúde nesta sexta-feira (12). Das 3.175 suspeitas de pacientes com a doença, 1.787 não tinham relação com a doença.

Os dados foram contabilizados até a última quarta-feira (10). Desde o início do surto, em dezembro do ano passado, 259 mortes foram confirmadas devido à febre amarela, em 116 municípios brasileiros. Outros 47 óbitos estão sob investigação, e 115 tiveram a relação com a doença descartada.

O número de casos confirmados, com comprovação laboratorial para o vírus da febre amarela, chegou a 756. Outros 622 registros ainda estão sendo investigados pelos órgãos de saúde.

De acordo com o ministério, o Brasil vive o maior surto de febre amarela das últimas décadas. Os estados mais afetados são Minas Gerais e Espírito Santo, com 488 e 234 casos confirmados, respectivamente.

Até então, o governo categoriza o surto como silvestre. Isso significa que os pacientes estão sendo infectados em regiões de mata e/ou rurais, com transmissão pelos mosquitos Sabethes e Haemagogus. A febre amarela também pode ser transmitida pelo Aedes aegypti nas áreas urbanas, conhecido devido a dengue, à zika e à chikungunya, mas, de acordo com os órgão de saúde, a doença não chegou às cidades.

 

Fonte     http://g1.globo.com/bemestar/febre-amarela/noticia/quase-metade-dos-casos-notificados-de-febre-amarela-foram-descartados-diz-ministerio.ghtml




Clique aqui e faça seu comentário


0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

1999-2017 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados