ENQUETES

Qual sua expectativa sobre a seleção brasileira nesta Copa?

PUBLICIDADE

Agronegócios / IMPORTAÇÕES/TRIGO
03.06.2018 | 08h00
Tamanho do texto A- A+

Preços do trigo russo em queda podem refletir no Brasil

Mercado internacional pressiona principal fornecedor brasileiro – a Argentina

Divulgação do Portal do Agronegócio

Clique para ampliar

do Portal do Agronegócio

Mercado internacional pressiona principal fornecedor brasileiro – a Argentina

O analista Luiz Fernando Pacheco, da T&F Consultoria Agroeconômica, aponta que os preços do trigo russo continuam a cair no mercado internacional. Segundo ele, isso pode acabar refletindo em preços menores a serem pagos pelo Brasil ao seu principal fornecedor – a Argentina.

 

“Porque é importante seguir os preços da Rússia? Porque ela determina os preços do mercado físico mundial, onde a Argentina deve vender pelo menos metade da sua parcela de exportação e, com isto, influencia os preços cobrados do Brasil”, explica o especialista.

 

O movimento de queda continuou nos preços do trigo russo da semana passada. Os preços de exportação fecharam numa média em cerca de 2-3 dólares mais baixos a US$ 210-213/t FOB para trigo com 12,5% de proteína, US$210-204/t FOB para trigos com 11,5% e US$ 198-200/t FOB para trigo forrageiro no porto de Novorossiysk, todos para embarque entre maio e junho, segundo reportou o site UkrAgroConsult.

 

Da mesma forma, os preços de exportação FOB para todos os tipos de trigo em pequenos portos do interior perderam, em média, US $ 2 / MT, devido à queda na oferta para a Turquia. O mercado de exportação está sendo pressionado por uma desaceleração nas vendas de trigo da safra velha. O número de compradores está caindo, os exportadores estão migrando para o comércio de trigo de 2018, onde a demanda está aumentando.

 

“Devido a um atraso na colheita no início do ano comercial 2017/18, em julho, esse período da temporada teve um crescimento anormal dos preços. A chegada em larga escala da nova safra ao mercado começou em agosto de 2017 e a tradicional queda de preços ocorreu na segunda quinzena de agosto, e não entre junho e julho, como de costume. Desenvolvimentos similares também são observados na nova temporada de 2018/19. Embora ganhe força, o plantio de trigo ainda está atrasado no ano passado", afirma Pacheco.

 

"Vale ressaltar que o ritmo de semeadura da primavera na Rússia é o mais lento em cinco anos. As exportações da Rússia continuam em ritmo recorde para este período da temporada. De acordo com informações preliminares dos participantes do mercado, cerca de 36,6 MMT de trigo foram exportados do país até 20 de maio. A título de comparação, os preços FOB do trigo argentino estão hoje ao redor de US$ 262/t e os preços do trigo americano, de US$ 271/t”, conclui.

 

 

Fonte       http://www.portaldoagronegocio.com.br/noticia/precos-do-trigo-russo-em-queda-podem-refletir-no-brasil-172340




Clique aqui e faça seu comentário


0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia
1999-2018 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados