ENQUETES

Você vai assistir ao horário eleitoral gratuito na TV?

PUBLICIDADE

Agronegócios / AGROPRODUÇÃO/carne
28.05.2018 | 22h30
Tamanho do texto A- A+

Frango: oferta interna de abril foi, no mínimo, assustadora

Em abril passado a oferta interna aparente de carne de frango aumentou quase 9% em relação ao mesmo mês do ano passado e atingiu volume (quase 885 mil toneladas) que pode representar novo recorde do setor

Divulgação do Portal do Agronegócio

Clique para ampliar

do Portal do Agronegócio

É, sem dúvida, resultado preocupante se consideradas as decadentes condições de consumo da população brasileira. O resultado, porém, se torna no mínimo assustador ao ser analisado sob o ângulo da disponibilidade interna per capita do produto.

Sob esse aspecto, o recorde mais recente foi registrado em fevereiro passado, ocasião em que a disponibilidade interna do mês correspondeu a uma oferta anual de cerca de 48,7 kg per capita de carne de frango – praticamente o mesmo volume registrado 14 meses antes, em janeiro de 2017.

 

Mesmo de passagem, é interessante notar que enquanto em janeiro de 2017 a carne de frango negociada no atacado paulistano atingiu, em média, R$3,55/kg (valor deflacionado pelo IPCA), neste ano, em fevereiro, ficou limitada a R$3,00/kg, registrando desvalorização característica da decadência do consumo.

 

Pois em abril o resultado foi bem pior. Porque a disponibilidade per capita projetada para o mês foi (em equivalente anual) quase 3 kg per capita superior à de fevereiro de 2018 ou à de janeiro de 2017. Quer dizer: superou a marca dos 51,6 kg. E, sem dúvida, deve ter representado recorde histórico em toda a história do setor.

 

Indo mais além constata-se que a disponibilidade aparente do primeiro quadrimestre de 2018 foi apenas 3,27% superior à de idêntico período de 2017. Porém, quando comparada à do terceiro quadrimestre de 2017 (período, tradicionalmente, de maior consumo de todo exercício, pois abrange as Festas de final de ano), a disponibilidade alcançada neste ano, até abril, foi quase 9% maior. Ou seja: caminhou contra a corrente, apresentando um desempenho que se refletiu de maneira inversa nos preços recebidos pelo setor.

 

Comparado com a oferta de cinco meses antes (45,4 kg per capita em novembro de 2017), o volume de abril aumentou quase 14% (6.200 gramas a mais). Não por acaso, a partir daquele mês o preço do frango abatido passou a sofrer decréscimo contínuo. Fechou abril acumulando uma redução de 27% - ou seja, um índice (negativo) correspondente a praticamente o dobro do aumento na disponibilidade interna.

 

 

Fonte      http://www.portaldoagronegocio.com.br/noticia/frango-oferta-interna-de-abril-foi-no-minimo-assustadora-172195




Clique aqui e faça seu comentário


0 Comentário(s).

COMENTE
Nome:
E-Mail:
Dados opcionais:
Comentário:
Marque "Não sou um robô:"
ATENÇÃO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do MidiaNews. Comentários ofensivos, que violem a lei ou o direito de terceiros, serão vetados pelo moderador.

FECHAR

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia
1999-2018 MidiaNews - Credibilidade em Tempo Real - Tel.: (65) 3027-5770 - Todos os direitos reservados

Ver em: Celular - Web