Victor  21.03.17 11h06
Victor, seu comentário foi vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas
sg getulio  21.03.17 09h45
Senhor Secretário, no lugar que o senhor está é muito cômodo o seu ponto de vista!!! Vá morar numa periferia da cidade,desarmado, onde ficamos à mercê de marginais que andam portando armas livremente pelas ruas, para ver se o senhor não muda de ideia rapidinho!!!
52
1
rafael  21.03.17 09h32
As armas secretário, se você não sabe, vem do paraguaí, bolivia pela fronteira seca, que o estado, não consegue monitorar por falta de contingente, e infraestrutura precária. A partir do momento que a sociedade puder, ter sua arma em casa. Escolas de tiros, vão surgir para treinar o cidadão. Todo pais, tem estrutura bélica. O deputado Fraga, Bacharel em direito, Tenente-coronel, tem toda razão. A população tem que ter arma sim, precisamos nos defender.
40
0
Marcos da VG  21.03.17 08h47
Só na sua mente mesmo secretario que iria autorizar porte de arma para um pai de familia que nunca deu um tiro na vida, para se ter direito ao pprte seria necessario além da idade acima de vinte e cinco anos, provar a capacidade de total manuseio da arma (pistola ou revólver) e tambem seu poder de fogo. É a mesma coisa que der um carro para uma pessoa que nunca dirigiu. JÁ PENSARAM NO ESTRAGO QUE FAZ?
21
1
jan cassio   21.03.17 08h42
haa,agora nao podemos compara o a nossa cultura com a dos americanos ne? poque? sera nos brasileiros nao ter capacidade de fazer um treinamento?tomo isso como um descaso pelo fato de nos rebaixar tanto a nao poder comparar-nos as outras pessoas lamentavel...
25
0
DanielR  21.03.17 08h29
De que país estamos falando, Sr. Secretário??? Hoje quadrilhas não usam mais .38 ou .380 Estão equipados .762 e até .50 . Hoje um brasileiro dificilmente tem uma proteção deste calibre em casa e as aparições desses equipamentos em roubos não são poucos, seria esses todos oriundos de furtos de residência???? Sejamos francos e realistas nem todos brasileiros realmente possui treinamento adequado, mas com essas restrições, nunca a teremos, sou a favor do porte mas tbm a favor de regras claras, não de interpretação equivocada e pessoal.
36
0
Emerson  21.03.17 07h00
Bandido preso logo está solto. A quantidade de armas dos bandidos vêm de várias fontes e não para de crescer. A menor das fontes é de roubo à residências. Nós EUA o cidadão pratica tiro e se qualifica, pois a arma, a munição e os locais apropriados para isso, têm custos acessíveis. Lá a cultura é diferente e mais evoluída, pois a justiça é mais eficiente e justa que a nossa, ou seja, quem comete crime, paga por ele, o que torna o cidadão mais temeroso e respeitoso às leis. Aqui, qualquer fdp só é condenado a 30 anos e pode ter progressão de regime em 6 anos (ou menos). A liberação para porte nas ruas, pode sim trazer mais violência, o que precisamos é de leis que realmente funcionem e de penas severas para bandidos, para fazer com que eles pensem melhor antes dos crimes. Já o porte residencial, deveria ser flexibilizado e facilitado (inclusive no custo), para que possamos nos defender ao menos em nossas casas.
14
0
Lúcio chagas  21.03.17 06h56
Quer dizer que o cidadão brasileiro não tem capacidade pra portar uma arma, dá mesma forma que um norte americano treina e se capacita para portar uma arma, nós brasileiros também temos capacidade para tal, o senhor secretário foi muito infeliz em seu comentário.
18
0
Carlos Carvalho  21.03.17 06h04
Sou a favor do cidadão de bem poder portar arma. Já trabalhei em Israel em 2004 onde todos andam armados, e não tem a violência de bandidos como tem aqui. Hoje no Brasil nós temos de um lado os bandidos armados, do outro lado a polícia, e o cidadão no meio.. Não é a quantidade de armas nas ruas que indicam os autos índices de violência, basta fazer a comparação entre Israel e o Brasil. A violência é feito por bandidos que não tem medo de nada, pois sabem que podem fazer o que quiserem, pois não terá ninguém armado para se defender, a menos que seja um policial.. nesse caso eles entram em ônibus e roubam todo mundo, pois a chance de ter uma pessoa armada é quase nula. Em Israel isso jamais aconteceria. O problema lá é terrorismo.. contudo aqui tem mais violência que lá. Como deviria ser? O porte deve ser controlado. O cidadão que queira ter um, tem que passar por diversos testes de aptidão física e mental com exames psicológicos periódicos. Pessoas preparadas, treinadas e aptas podem contribuir para a segurança de todos.
15
0
Victor Luis  21.03.17 05h39
Victor Luis, seu comentário foi vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas
José Roberto  21.03.17 01h02
Equivoca-se, ou faz-se equivocar o nobre secretário, pouquíssimas armar furtadas de cidadãos de bem encontram-se nas mãos do crime, eis que não é permitido ao cidadão comum a propriedade de fuzis, .40, 9 mm, e demais armas restritas. que comumente são apreendidas com criminosos. E para o porte necessário se faz a comprovação de efetiva perícia no uso e manuseio do armamento.
11
0
Cesar   21.03.17 00h25
Caro Secretario. Se desburocratizar o acesso do cidadão de bem as armas e ao porte o vagabundo vai pensar duas vezes para invadir uma residência ou abordar um carro porque aumenta a chance do confronto e ele pode perder. Hoje ele tem a certeza que somos a presa fácil, seja na rua ou em casa. Desafio vossa excelência à provar que as apreensões de armas como mencionou, nas mãos dos bandidos são provenientes de armas anteriormente adquiriras de forma lícitas, fruto de roubo de uma residência por exemplo. A maioria vem da fronteira que VOCÊS -- GOVERO não dão conta de fiscalizar e cuidar. Aquele venha a revogacao e que venha looooogo.
10
0
Laurence   20.03.17 22h11
Fala isso porque nunca sofreu uma violência na pele ou com um membro de sua família pois tem porte de arma e o aparato de segurança do estado em segundos na sua casa o que não é realidade do resto da população só defende o seu próprio interesse uma comédia muito mal informado deve viver em outro país só pode
8
0
Juliano  20.03.17 21h01
Se bandido bom é bandido preso , pq o estado não prende os bandidos ? Pq o bandido mata , rouba e sai pela porta da frente ? Me poupe secretario ! Se o estado se nega em nós dar segurança o povo mesmo precisa fazer pois a maior decepção foi a lei do desarmamento , pois estávamos convictos que o governo iria tirar bandidos de circulação porém o numero só aumentou !
12
0
Alex r  20.03.17 20h42
O porte de armas é restrito a função de segurança. E estou de acordo, porém em ter uma legalizada em minha residência é um direito do cidadão. Absurdo uma lei que diz que não podemos nos proteger.
8
0
Batista  20.03.17 20h33
É isso ele tá certíssimo os bandidos estão invadindo as residências para se armarem com AK47 M16 M4 e outros tipos de fuzis tudo isso guardado casa debaixo do colchão.
10
0
karllos  20.03.17 20h31
Nao existe bandido bom.....
10
0
Pedro  20.03.17 18h24
Porte de arma JÁ, para o cidadão de bem que comprovar capacidade técnica e psicológica. Isso merece ser um direito de todos! O porte deve abranger todo território nacional em qualquer circunstância, não importando se o cidadão está indo trabalhar ou em momentos de lazer. O crime não tem hora nem local para acontecer. Revogação integral do estatuto do desarmamento JÁ! Acorda Brasil!
11
0
Marcos  20.03.17 16h24
O número de homicídios num determinado local é influenciado por vários outros fatores e muito pouco por ter ou não armas nas mãos de cidadãos de bem. Nem todo bandido que rouba mata a vítima, mas, todos eles estão armados e praticam crimes por saber que ninguém tem como se defender, o que nos leva ao baixo número de homicídios com alto número de vários outros crimes. As armas foram subtraídas (roubadas) das residências das pessoas que as possuíam legalmente, não foi por falta de zelo, meu caro, foi por falta de competência do estado em tirar os bandidos das ruas. Mas, independente de termos ou não direito a portar armas, o que aumentaria um pouco a nossa segurança, seria um Estado mais atuante (na educação, saúde, segurança e, principalmente, no combate à corrupção), leis mais severas, presídios mais eficazes... Porém, contudo, todavia é mais fácil prender em casa quem é cidadão de bem, enquanto o nosso dinheiro é roubado por grande parte daqueles que deveriam trabalhar para nos dar o retorno dos impostos (caríssimos) que pagamos.
119
10
Daniel  20.03.17 16h11
Bandido bom é bandido recuperado. Afinal, vai voltar para a sociedade.
37
85
Anival  20.03.17 15h28
A polícia não é favorável pq vai ter muito trabalho...pq a justiça deixa os bandidos a solta, e será uma morte atrás da outra. Quem ganha na verdade é o estado, que não consegue dar segurança conforme a constituição manda e anida vai ter ajuda da sociedade.
78
4
Roosevelt Junior  20.03.17 15h12
Senhor Secretário, é fácil defender uma Lei que restringe o acesso a armas de fogo pelo cidadão que demonstrar bons antecedentes, capacidade psicológica e técnica, fazendo parte de uma categoria que goza desse privilégio (Delegado de Policia). É fácil afirmar que as armas do crime são oriundas de roubos e furtos a residências, quando a Segurança Pública no Estado é falha ao proteger nossa fronteira com a Bolívia do tráfico de arma e drogas. Dizer que o objetivo dos criminosos quando assaltam bancos é subtrair as armas dos vigilantes (revolver calibre .38) é de uma desonestidade intelectual grosseira, como se explicam então o emprego de fuzis e armas anti-aéreas nessas ações. O cidadão comum hoje pode adquirir legalmente armas de fogo de calibres considerados moderados, sendo eles .22, .38 e .380, quando criminosos utilizam fuzis calibres .556, .762 e até mesmo anti- éreas calibres .30 e .50, então como justifica afirmar que as armas que alimentam a criminalidade são oriundas de origem lícita? O desarmamento hoje nada mais faz que “desabrigar as ovelhas sem combater os lobos”.
144
3
Barros  20.03.17 15h01
Como profissional da área de segurança pública e privada com especialização e mto estudo ,discordo veementemente do secretário,em dizer que o porte de arma pode transformar pessoas em criminosos,triste tal colocação vir dele,apesar de entender o ente politico-eleitoreiro da sua função.
127
8
Jota Oliveira  20.03.17 14h57
A lei do desarmamento falhou e isso é notório, vide os índices alarmantes da violência!!! Portanto, já que o Estado não é capaz de garantir o mínimo de segurança aos cidadãos bens, deixe-os cuidar de si!!! Armado vc mata ou morre, desarmado vc só morre!!!
106
3
José Santana  20.03.17 14h50
Secretário o problema é o seguinte , os bandidos não estão ficando presos .
100
1
Danilo Catunda  20.03.17 14h49
Bandido preso continua cometendo crimes de dentro dos presídios.
93
1
Diego  20.03.17 14h28
Isso aí, Secretário. O aumento da das mortes seriam inevitáveis. A cada briga de transito um tiro, a cada briga em boate uma, duas, tres mortes.
10
112
Henrique   20.03.17 14h22
Boa, secretário. É necessário o investimento em ressocialização.
8
107